Você está em: Notícias»Alexandro Ferrari é eleito novo presidente da Câmara de São Lourenço do Oeste

Alexandro Ferrari é eleito novo presidente da Câmara de São Lourenço do Oeste

Alexandro Ferrari é eleito novo presidente da Câmara de São Lourenço do Oeste
Alexandro Ferrari é eleito novo presidente da Câmara de São Lourenço do Oeste Foi eleita na segunda-feira à noite (18) a nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de São Lourenço do Oeste, para o exercício 2019-2020. Disputaram a presidência dois nomes do Partido dos Trabalhadores. O vereador Alexandro Ferrari foi eleito presidente com cinco votos, contra três obtidos pelo vereador Celso Bessegatto, e um voto em branco. Para os demais cargos da mesa, houve consenso. Loreci Catarina Smaniotto de Oliveira (PSDB) foi eleita vice-presidente, Ledeni Pieta (PTB) primeira-secretária, e José Deon (PSDB) segundo-secretário. A representatividade partidária foi estabelecida por ato legislativo, seguindo o princípio da proporcionalidade. Na Mesa Diretora, o PSDB conta com duas vagas, a coligação MDB/PTB e o PT, com uma vaga cada. Nova presidência Em seu primeiro mandato, aos 28 anos de idade, Alexandro Ferrari tornou-se o presidente mais jovem da história do Legislativo lourenciano. “Eu estou muito surpreso, muito feliz por estar assumindo esse cargo tão importante no Poder Legislativo de São Lourenço do Oeste. Então é um compromisso muito grande, mas eu vou acolher com muito carinho, e tenho certeza que vou dar conta desse compromisso”, considera o novo presidente. Na oposição, o novo presidente espera conduzir os trabalhos prezando pelo bem do município. “A gente tem que atender as necessidades da população lourenciana. A gente não vai deixar de fiscalizar, de fazer o nosso trabalho como vereadores, mas o que é bom para a população de São Lourenço a gente vai continuar fazendo”. Candidatura Sobre a candidatura petista, Alexandro lembra o acordo firmado em 2016, de partilha do comando da Câmara, em que os primeiros anos seriam do PSDB e os dois últimos seriam do PT. Esclarece que, como não houve definição de nomes pelo partido, e respeitando a disposição dos dois vereadores do PT, a escolha foi confiada ao Plenário.


© 2019 - Desenvolvido por Lancer