Você está em: Notícias»Câmara Municipal de São Lourenço do Oeste passa a contar com a Procuradoria Especial da Mulher

Câmara Municipal de São Lourenço do Oeste passa a contar com a Procuradoria Especial da Mulher

Câmara Municipal de São Lourenço do Oeste passa a contar com a Procuradoria Especial da Mulher
A Câmara Municipal de São Lourenço do Oeste implantou de forma oficial na tarde desta quinta-feira (5), a Procuradoria Especial da Mulher, nos termos da Resolução número 207 de 5 de abril de 2022. O órgão, que ficará vinculado ao Legislativo, terá como finalidades a defesa e a promoção da igualdade de gênero, da autonomia, do empoderamento e da representação das mulheres, além do enfrentamento da discriminação, da violência contra a mulher e da representatividade da mulher na política. A procuradoria é composta por uma procuradora, neste caso a vereadora Marlice Perazoli, que também foi a autora do Projeto de implantação, e dois procuradores especiais da mulher adjuntos, os vereadores Edson Ferrari e Jotha Antunes. As funções atribuídas aos procuradores não serão remuneradas. No ato de implantação estiveram presentes o delegado responsável pela Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) de São Lourenço do Oeste, José Danezi, o Subtenente da Polícia Militar, Davi do Prado, o presidente do Legislativo, Adilson Sperança, o prefeito Rafael Caleffi, a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Simone Batistel, os vereadores Edson Ferrari, Jotha Antunes e Neiva Gava, de São Lourenço do Oeste, a presidente da Câmara de Vereadores de Vitorino (PR), Gilse Mafioletti, a vereadora licenciada de Vitorino, Josiane Martarello, a vereadora de Jupiá, Eliane Kunz Verza e a secretária executiva da Câmara Municipal de Novo Horizonte, Elenice Pereira. Os representantes dos órgãos de segurança parabenizaram a iniciativa da Câmara Municipal. “Com certeza se trata de um novo e importante meio de denúncias de violência contra a mulher. Infelizmente registramos casos diariamente e este projeto vem a somar com o nosso trabalho”, destacou Danezi. Conforme explicou o Subtenente Davi do Prado, a Polícia Militar registrou somente até o dia 5 de maio de 2022, seis ocorrências de violência contra a mulher em São Lourenço do Oeste, o que representa mais de uma ocorrência por dia. “A pandemia fez com que os casos aumentassem, entretanto, as mulheres também estão denunciando mais e a implantação de mais esse espaço vai auxiliar muito o trabalho das forças de segurança”. Para a vereadora e agora procuradora, Marlice Perazoli, a proposta atribui várias competências à procuradoria, entre elas o recebimento, o exame e o encaminhamento, aos órgãos competentes, de denúncias de violência e discriminação contra a mulher; fiscalizar e acompanhar a execução de programas governamentais voltados à promoção da igualdade de gênero; fomentar a participação das mulheres na política; promover eventos, pesquisas, campanhas educativas referentes à sua área de atuação; entre outras. Ela comentou que conheceu o projeto em uma conversa com vereadoras de municípios vizinhos. “Queremos fazer o nosso dever de colaborar com a segurança das mulheres e mostrar que elas não estão sozinhas. As mulheres precisam entender que podem confiar agora também na Câmara de Vereadores”. Há uma sala específica para realizar os atendimentos e Marlice enfatizou que dará expediente duas vezes na semana no período da tarde para esse trabalho. Nos demais dias, os procuradores adjuntos também ficam à disposição.


© 2022 - Desenvolvido por Lancer